Dúvidas frequentes

Dúvidas frequentes

 
 

É baseado em pomadas e cremes com substâncias corticóides em baixas dosagens, eventualmente associados a outras substâncias que promovem a elasticidade da pele como as hialuronidases. A pomada deve ser aplicada com leve massagem, de forma que o produto ativo e não a manobra vá soltando as aderências da pele prepucial com a glande.

As pomadas com corticóides são seguras, uma vez respeitada a posologia sugerida. Como o tratamento dura algumas semanas, é importante a manutenção do programa recomendado para obter os melhores resultados.

A maioria dos trabalhos com pomadas em fimose, revela resultados favoráveis de até 80-90%. No entanto uma análise mais crítica destes resultados, mostra que estão incluídos nestas séries casos de aderência prepucial e que iriam ter melhora espontaneamente. Recentemente, foi elaborado um estudo sério, incluindo pacientes acima de 3 anos de idade e com fimose verdadeira com indicação de cirurgia. Os resultados preliminares deste estudo tem demonstrado eficiência parcial ou total acima de 85% com uso da pomada por 8 semanas.

A progressão da elasticidade do tecido prepucial favorece a exposição da glande (cabeça peniana). A criança saudável possui uma pressão no jato urinário suficiente para manter aberto o estreitamento do prepúcio. Por vezes, somos surpreendidos por bolsões de urina que se formam durante as micções por fechamento parcial deste orifício. Neste momento, precisamos considerar o tratamento como alternativa para evitar as infecções.

Por vezes, o tempo estimado para resolução, com aumento da elasticidade do tecido e consequente retração do prepúcio, é em torno de três semanas. A eficácia do medicamento depende exclusivamente da persistência em obediência ao tratamento instituído. Nos casos de retorno ao estado inicial, este medicamento pode ser novamente aplicado. Vale a pena lembrar que todo processo de desenvolvimento é muito dinâmico e que as manobras de retração do prepúcio podem ser mantidas mesmo após o término de aplicação do medicamento.

A pomada permeabiliza os tecidos e torna-os mais receptíveis à penetração do corticoide. Isso promove um aumento da elasticidade tecidual, facilitando a retração do prepúcio quando tracionado e diminuindo a aderência.

O objetivo é dissolver as aderências que formam o estreitamento do prepúcio. A aplicação deve ser feita envolvendo e massageando a fimose (excesso de pele) com a pomada. Este procedimento deve ser feito à noite, e as trações suaves do prepúcio pela manhã, durante oito semanas. Essas aderências vão, aos poucos, se dissolvendo e expondo progressivamente o meato (orifício por onde sai a urina) e a cabeça do pênis. Este procedimento precisa ser supervisionado ao final do período pelo médico assistente, pois existem outras aderências um pouco mais resistentes que circundam o sulco balanoprepucial, exigindo, por vezes, outras condutas do especialista.

A princípio, ela deve ser evitada em crianças com reconhecida sensibilidade aos componentes da fórmula, mas recomendo que só utilizem este produto sob a orientação do médico.

Este conceito de que o melhor para criança é a correção cirúrgica felizmente vem sendo postergado em função dos avanços terapêuticos. A cirurgia como tratamento da fimose só deve ser indicada quando os resultados não são satisfatórios. Devemos conscientizar os responsáveis das vantagens futuras em preservar a anatomia da genitália. Muitas crianças foram submetidas a cirurgias por “falta de coragem” dos responsáveis para realizar os procedimentos.

Enquete

Você sabia que é possível tratar a fimose sem cirurgia?

Sim
Não

PARA ESTAR CONECTADOS!

Para encontrar aquele conteúdo...

Assine a nossa newsletter e receba novidades exclusivas!

  1.  Sou mamãe

     Sou profissional da saúde